As 9 melhores coisas para fazer em São Paulo

Deni Williams / Flickr

Alguma vez você já pesquisou no Google imagens do horizonte de São Paulo? É um grande problema. São Paulo é a quarta maior cidade do mundo, com mais de 21 milhões de paulistanos, ou moradores. (Em comparação, a cidade de Nova York tem 8,6 milhões.) Ao contrário da praia do Rio de Janeiro , a capital de negócios do Brasil fica a cerca de 50 milhas da costa. O que falta na areia, no entanto, compensa em mercados fantásticos, restaurantes de classe mundial e vida noturna, e até mesmo um espaço verde que rivaliza com o Central Park. Mas sem um centro específico onde toda a ação possa ser encontrada, é difícil saber por onde começar ao planejar um itinerário. Para ajudar a diminuir a intimidação, compilamos uma lista das melhores coisas a fazer nessa imponente megalópole. Leia para saber mais.

1. Passeie pela Avenida Paulista.

raphaelstrada / Flickr

A melhor maneira de se orientar na chegada a São Paulo é percorrer a Avenida Paulista, de quase três quilômetros de extensão, que apresenta uma mistura interessante de edifícios históricos e modernos. Este é também o lugar onde a maior parada do orgulho gay do mundo é realizada a cada ano, bem como celebrações de campeonatos, protestos políticos e descontraídos passeios de bicicleta de domingo, quando a rua é fechada para automóveis. A Avenida Paulista permanece ocupada durante toda a semana devido aos elegantes arranha-céus que sustentam a sede comercial e bancária da cidade, além de espaços de exposição e instituições culturais, como o icônico Museu de Arte de São Paulo. Este último abriga uma das melhores coleções do hemisfério sul, incluindo peças de Renoir, Picasso e Van Gogh. A rua larga é também o lar de uma extensa área comercial que inclui grandes centros comerciais, cafés, restaurantes e até mesmo algumas mansões históricas. Se você não gosta de caminhar, a Avenida Paulista é uma importante artéria para as linhas de metrô e de ônibus, por isso é uma ótima oportunidade para mergulhar nas opções de transporte de massa da cidade.

2. Confira o Mercado Municipal de São Paulo.

Artur Luiz / Flickr

Para uma introdução à cena do mercado da cidade, visite esta enorme localização interna. Localizado no centro de São Paulo, o Mercado Municipal é notável por seu exterior da Belle Epoque com uma série de cúpulas e vitrais. No interior, você encontrará uma variedade de alimentos como legumes, frutas, frutos do mar, especiarias e doces, bem como uma área de jantar onde você pode saborear iguarias locais como pastéis (doces fritos recheados com a sua escolha de ingredientes, como o bacalhau salgado). O mercado atrai uma grande multidão todos os dias, em parte devido à sua localização no antigo centro da cidade, onde estão localizados vários grandes edifícios antigos. Se você estiver visitando em um sábado, combine esta viagem com uma visita ao mercado ao ar livre Calixto (aberto todo o dia), que tem vendedores de antiguidades e artesanato de manhã e ao vivo samba e dança começando ao meio-dia na central Tribunal. Nota: As ruas ao redor desta área podem parecer nervosas, por isso siga as horas do dia e fique de olho nos seus pertences.

3. Beba uma bebida no terraço e saboreie a vista.

O Bar Skye no Hotel Unique / Oyster

Outra maneira divertida de se orientar nesta enorme cidade é pedir um coquetel em um dos melhores pontos de vista de São Paulo, e isso significa subir todo o caminho. Estabelecimentos como o The View Bar, o Alto da Harmonia e o Balsa Bar são algumas das opções mais populares que servem coquetéis com vista, assim como o Hotel Unique no bairro nobre do Jardim Europa, perto do Parque do Ibirapuera (mais sobre isso depois). O bar Skye está aberto todas as noites às 18h e os DJs tocam no final da tarde (não é necessário reservar). Uma opção mais tradicional é o bar Terraco Italia no 41º andar do Edificio Italia, um dos edifícios mais altos de São Paulo. A vista é especialmente grande ao pôr do sol, embora você possa ter que pagar uma taxa de cobertura, além do custo de uma bebida cara. Uma vez que você teve uma experiência no telhado, você estará pronto para uma caipirinha ou chopp (cerveja bem gelada) em um dos estabelecimentos de bebidas locais - talvez um bar de esquina com um jardim externo.

4. Pegue um filme em um cinema de arte.

andre savastano / Flickr

Os amantes do cinema estarão no paraíso em São Paulo, lar de dezenas de prósperos cinemas de arte. Com tantas opções para escolher, um bom lugar para começar é o Reserva Cultural, que exibe filmes independentes e produções estrangeiras fora do circuito de Hollywood, tanto nos formatos 35mm quanto nos digitais. A localização central do Reserva, no centro da Avenida Paulista, também faz dele uma escolha popular. Um favorito entre os moradores locais é o SPCine Olido, um cinema popular dos anos 50 que tem uma vibração retrô (pense em degraus de mármore, toques de latão e poltronas vermelhas). Talvez a opção mais original da cidade seja a Caixa Belas Artes, com um teatro específico que tem assentos de automóveis antigos. O nome? O drive-in.

5. Explore a cena de arte moderna.

Nicolas de Camaret / Flickr

Existem inúmeras galerias de arte contemporânea para explorar a cidade, desde espaços subterrâneos até showrooms reluzentes em bairros de alto padrão. Um bom lugar para começar é a Galeria Choque Cultural, que apresenta uma seleção rotativa de alguns dos artistas mais destacados do Brasil. Para uma experiência de meio dia, visite o Instituto Tomie Ohtake, com sete andares, onde o prédio é uma obra de arte em si. São Paulo também é considerada uma das melhores cidades do mundo para arte de rua. Há muitos exemplos no centro da cidade, mas o melhor lugar para esse meio é a área artística da Vila Madalena - especificamente Beco do Batman (ou Beco do Batman). Alguns dos melhores grafiteiros de São Paulo tomaram conta dessa pista de paralelepípedos. Enquanto estiver aqui, caminhe pelos badalados restaurantes e bares de esquina da área, onde provavelmente você vai querer ficar com tapas e bebidas.

6. Torne-se um especialista brasileiro em alimentos.

Romerito Pontes / Flickr

A maior cidade do Brasil não é surpreendentemente uma meca de alimentos brasileira e internacional. Confira os carrinhos de comida de rua encontrados em cada esquina, bem como padarias (padarias), sucos frescos, botecos (pequenos bares e restaurantes), bistrôs chiques, restaurantes sofisticados que servem menus de degustação e até mesmo um local Eataly. Experimente as pizzas, ceviches, empanadas, coxinhas (massa frita recheada com frango), bolinhos feitos com farinha de ervilha de olhos pretos e até mesmo sushi de carne de porco. A cidade tem um longo legado de cozinha síria e libanesa, bem como comida italiana e japonesa, devido às grandes populações imigrantes. Para um verdadeiro esbanjamento, faça uma reserva para jantar no DOM - número 30 na lista dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo e o único restaurante do país com duas estrelas Michelin.

7. Faça um piquenique no parque.

Jorge Brazilian / Flickr

Quando você precisar de uma pausa do tráfego da cidade, da fumaça e dos arranha-céus sem fim, vá até o ambiente tranquilo do Parque Ibirapuera - um dos maiores parques da cidade (390 acres) na América Latina. Recebe milhares de visitantes por dia. Há muito o que fazer dentro das fronteiras do parque, como caminhar, correr e andar de bicicleta. As belas ruas arborizadas, museus e obras interessantes de Oscar Niemeyer, um dos arquitetos mais famosos do Brasil, oferecem mais para ver e fazer. Pegue alguns suprimentos e faça um piquenique em uma das grandes áreas gramadas, depois visite o Pavilhão Japonês - uma réplica do Palácio Katsura em Kyoto.

8. Visite a catedral, o mosteiro, a casa de ópera e a biblioteca.

Rodrigo Soldon / Flickr

Estas quatro notáveis ​​atrações culturais no centro da cidade estão a uma curta distância uma da outra e proporcionam um excelente passeio a pé de meio dia. Comece na Catedral de São Paulo, a maior igreja da cidade, e depois siga para dentro, onde você pode se maravilhar com o interior de mármore, detalhes esculpidos e vitrais. A entrada é gratuita, e passeios em inglês e português são oferecidos diariamente. Em seguida, caminhe até o Mosteiro de São Bento, um belo mosteiro concluído em 1914. Aqui, você pode contemplar os tetos ornamentados, as paredes, o altar e, se tiver sorte, assistir ao coro diário gregoriano. Há também uma padaria que pertence ao mosteiro chamado Padaria do Mosteiro - uma parada agradável onde você pode pegar um lanche e lembranças. A partir daqui, você pode caminhar até o Theatro Municipal de São Paulo, inspirado no Palais Garnier de Paris, com estilos renascentista, barroco, neoclássico e Art Nouveau. Se você não puder ver uma ópera, uma peça de teatro, um balé ou uma sinfonia, faça uma das visitas guiadas gratuitas, realizadas diariamente em inglês. Termine o seu passeio a pé com uma visita à Biblioteca Mário de Andrade, a maior biblioteca pública da cidade e uma das mais importantes bibliotecas de pesquisa do país. Projetado pelo arquiteto francês Jacques Pilon, a biblioteca é considerada um marco da arquitetura moderna em São Paulo.

9. Dance ao samba aos sábados.

Circuito Fora do Eixo / Flickr

Todos os sábados, faça como os paulistanos e solte-se com comida e música. Considerado o mais tradicional dos sons afro-brasileiros, o samba e suas batidas cativantes podem fazer você pensar no Carnaval do Rio de Janeiro, mas São Paulo também tem uma forte história com esse gênero musical. Aos sábados, você pode encontrar música de samba ao vivo a partir da hora do almoço em muitos dos bares da cidade, como o Bar Samba na Vila Madalena. Aqui, você pode pedir feijoada, a tradicional festa brasileira de feijão, arroz, carne seca, couve e laranja. Chegue cedo para pegar uma mesa, acompanhe sua comida e bebida no comanda (um pedaço de papel) e fique o tempo que quiser.

Você também vai gostar:

Você já nos curtiu? Nós adoramos ser curtidos