10 destinos de praia em que você não precisa se preocupar com o Zika vírus

O Rio de Janeiro (acima) relatou um número alarmante de contágios locais.

A rápida propagação do Zika vírus está preocupando muitos viajantes que pensam em passar as férias na praia durante a primavera ou o verão. Embora essa quase não tenha sido uma preocupação no ano passado, dezenas de países e territórios já confirmaram a transmissão ativa do Zika vírus, e um estudo da empresa de riscos de viagem On Call International descobriu que mais de 60% dos americanos entrevistados disseram que cancelariam uma viajem a uma região afetada. O CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos emitiu um Alerta de Viagem de Nível 2 para grávidas que forem visitar regiões afetadas pelo Zika e, em 8 de fevereiro, elevou a ativação focada em resposta do EOC (Centro de Operações de Emergência) para o nível mais alto, o Nível 1. Assim, fica claro que o Zika não pode ser subestimado.

Mas você não precisa necessariamente adiar suas férias dos sonhos na praia. Embora o CDC alerte que o vírus continuará a se propagar com o tempo, diversos destinos no Caribe ainda não foram afetados (embora talvez seja melhor evitar o Caribe, se estiver muito preocupado), e algumas praias nos Estados Unidos que provavelmente não terão nenhum caso de contágio local. Então, montamos uma lista de 10 destinos de praia — dos Estados Unidos à Europa — onde você ainda não precisa se preocupar com o Zika vírus.

1. Cape May

Se quiser ir pelo lado mais seguro, Cape May, em Nova Jersey, EUA, é uma ótima opção para o verão. Afinal, o mosquito Aedes aegypti só foi encontrado bem longe ao norte, em Washington, D.C., e o estado inteiro relatou apenas 12 casos de Zika associados a viagens até maio de 2016. Tecnicamente, o mosquito Aedes albopictus (que pode ser encontrado bem ao norte em Nova York no verão) já transmitiu a doença no passado, mas parece que ele é bem menos eficiente que o Aedes aegypti. Além disso, Cape May é um destino barato, especialmente para quem é da Costa Leste, que pode ir de carro, e sua história vitoriana acrescenta uma boa dose de cultura.

Escolha de hotel:

2. San Diego

A Costa Oeste pode ser uma das apostas mais seguras nos Estados Unidos para quem quer evitar o Zika vírus, pois o mosquito transmissor nunca foi encontrado em seus populares destinos de praia, como San Diego. Com temperaturas médias que nunca ficam abaixo de 13 graus (e variando entre agradáveis 21 e 24 graus no verão), essa descontraída cidade de surfe (conhecida por seus deliciosos tacos!) é um destino variado que agrada a todos os tipos de viajantes.

Escolha de hotel:

3. Normandia

Se realmente quiser ir pelo lado mais seguro, a Europa é uma boa pedida. Embora o continente não esteja livre de casos associados a viagens, o Aedes aegypti nunca foi encontrado na Europa — e o menos preocupante Aedes albopictus só foi encontrado em alguns países. A Normandia é um dos destinos de praia europeus que são livres do mosquito (até o fim de maio de 2016). Nessa região francesa, você pode combinar praias com passeios históricos para ter o melhor de dois mundos.

Escolha de hotel:

4. Coeur d'Alene, Idaho

Idaho é um dos seis estados americanos sem nenhum caso relatado de Zika, até o fim de maio de 2016; assim, Coeur d'Alene é uma excelente opção para uma escapada no verão. É verdade que a praia aqui não fica no oceano, mas o Parque Municipal de Coeur d'Alene tem uma bela praia de água doce que agrada a moradores e turistas.

Escolha de hotel:

5. Outer Banks

No feriado prolongado do Memorial Day, as Outer Banks da Carolina do Norte (carinhosamente apelidadas de "OBX" por quem passa o verão lá) são o lugar ideal para quem procura sol e surfe na Costa Leste. Por volta de setembro, a região pode ser atingida por furacões, mas no verão as OBX são um ótimo destino para turistas que querem surfar, pescar e tomar algumas cervejas na famosa Brew Thru.

Escolha de hotel:

6. Chipre

Um destino popular entre europeus nas férias de verão, Chipre pode acabar relatando alguns casos de Zika associados a viagens. No entanto, até maio de 2016, era relativamente seguro arriscar um passeio na praia ali, pois não houve nenhum caso relatado, e nenhum dos mosquitos transmissores foram encontrados na ilha. Repleto de história, Chipre também é uma ótima opção para quem gosta de fazer trilha.

Escolha de hotel:

7. Os Hamptons

Outro destino mais adequado para o verão, os Hamptons são um local de praia maravilhoso para quem mora na Costa Leste (da variedade norte, dessa vez) — e são livres do mosquito Aedes aegypti. O estado de Nova York relatou 114 casos associados a viagens até maio de 2016, mas só foram registrados 4 casos nesse pequeno destino em Long Island. Cada cidade lá tem uma vibe diferente (desde surfistas mais relaxadões a socialites que gostam de ostentar), mas todas elas têm ótimos restaurantes, lojas, bares e praias.

Escolha de hotel:

8. Martha's Vineyard

Até maio de 2016, a ilha de Martha's Vineyard ainda não relatou nenhum caso de Zika — e seu clima da Nova Inglaterra a torna quase 100% segura em relação ao mosquito transmissor. Essa ilha exótica — um alegre equilíbrio entre o bem-desenvolvido cabo Cod e a isolada Nantucket — oferece praias intocadas, boutiques e um sabor do passado marítimo da região.

Escolha de hotel:

9. Cornualha

Os americanos, em especial, raramente pensam nos Estados Unidos como destino principal para curtir uma praia, mas os visitantes podem aproveitar praias maravilhosas e águas calmas na Cornualha no verão. Até maio de 2016, a cidade-resort ainda não relatou nenhum caso de Zika associado a viagens e, como muitos destinos europeus, seu clima é pouco favorável ao mosquito transmissor.

Escolha de hotel:

10. Wisconsin Dells

Outro estado em que ainda não houve nenhum caso confirmado de Zika (até maio de 2016), Wisconsin é um lugar agradável para dar uma escapada no verão nos Estados Unidos. Você não vai nadar no oceano ali, mas Wisconsin Dells tem inúmeros lagos e rios com praias para tomar banho de sol e águas calmas para praticar caiaque, canoagem e paddleboard.

Escolha de hotel:

Atualização: Uma versão anterior deste artigo incluía vários destinos no Caribe, bem como Miami, as Maldivas e Phuket, como destinos seguros para grávidas. Desde a publicação original desta história em fevereiro de 2016, porém, algumas ilhas caribenhas relataram casos ativos. Embora nem Miami, as Maldivas nem Phuket tenham relatado casos ativos até o fim de junho de 2016, cientistas relataram um aumento na probabilidade de contágios locais nesses lugares, devido à presença do mosquito e a outros fatores. Portanto, nós os removemos por precaução. Nós os substituímos por destinos considerados seguros por médicos especialistas.

Links relacionados:

Curta-nos no Facebook! Nós faremos seu dia melhor com belas fotos